Instituto Jacques Maritain do Brasil | 5º ENCONTRO DE CENTROS CULTURAIS CATÓLICOS | Instituto Jacques Maritain do Brasil
2892
single,single-post,postid-2892,single-format-standard,ajax_updown_fade,page_not_loaded,

5º ENCONTRO DE CENTROS CULTURAIS CATÓLICOS

19 nov 2012

Maria Luiza Marcilio – Presidente do Instituto Jacques Maritain
“O SÃO PAULO”, ano 57 de 13 a 19 de novembro de 2012 (semanário da Arquidiocese de São Paulo)

Entre os dias 18 e 21 de setembro aconteceu em Buenos Aires, sob a iniciativa do Conselho Pontifício de Cultura, o 5º Encontro de Centros Culturais Católicos (CCC) do Cone Sul. Estiveram presentes 50 pessoas, entre elas os responsáveis pelos centros culturais católicos de cinco países do Cone Sul, em sua maioria leigos, arcebispos, bispos e presbíteros. Dom Carlos Moreira Azevedo foi como delegado representando o Pontifício Conselho de Cultura. Do Brasil foram seis os centros convidados. O tema do encontro foi “Identidade, Cultura e Diálogo: Missão e necessidade dos Centros Culturais Católicos para a Nova Evangelização da América”.

Os centros culturais são uma aposta eficaz e inovadora no assumir o papel de ponte entre a fé e a cultura. Constituem pequenas comunidades criativas católicas e culturais, com grande diversidade e versatilidade em suas configurações como: círculos, academias, centros universitários, casas de formação de juventude, núcleos de estudos, etc. Suas orientações são igualmente variadas: de natureza teológica, ecumênica, artística, cientifica, pedagógica. Promovem atividades múltiplas como cursos, seminários, conferências, debates, publicações, manifestações artísticas, retiros e outras. Possuem entidades promotoras, desde as conferências episcopais, as dioceses, as congregações religiosas, até os movimentos pastorais, paróquias ou a iniciativa particular de católicos. São organismos privilegiados de promoção da cultura cristã, bem como de diálogo com ambientes culturais não cristãos, na definição de João Paulo II (1994).

No encerramento do encontro em Buenos Aires, uma das mais importantes deliberações tomadas foi a realização de uma rede internacional dos Centros Culturais Católicos do Cone Sul, em ligação estreita com o Pontifício Conselho de Cultura. A proposta desse conselho de Roma é que os CCC possam receber o incentivo e coordenação do bispo diocesano, por meio de um Conselho de Cultura a ser criado em cada diocese. Os CCC como agentes de evangelização e pastoral da cultura assumem um papel relevante no processo de transmissão da novidade do Evangelho no coração do ser humano e de suas culturas.

Maria Luiza Marcilio è Professora Titular da USP, ex-presidente da Comissão de Direitos Humanos da USP e presidente do Instituto Jacques Maritain do Brasil